Varsóvia - Warsaw - Warszawa

Tudo o que possa ter sentido quando visitei esta cidade foi, decididamente, condicionado pelo frio que se fez sentir.
E percorrer as ruas, descobrir a parte velha, os edifícios coloridos e o labirinto de ruas teria sido muito mais proveitoso para fotos e estadia mas muito menos enriquecedor no que toca a conhecer cafés, restaurantes e chocolatarias.
Varsóvia impressiona pela história que encerra, por saber que foi, não há muito tempo, um monte de cinzas e se reergueu, recuperando um centro histórico com uma réplica muito aproximada ao que fora antes dos bombardeamentos da guerra.
O Rising Museum apresenta uma boa dose da história da cidade e da Polónia e põe a nu algumas verdades sobre a humanidade das quais não nos podemos orgulhar.
No museu do Chopin confirmei a genealidade de um dos Polacos mais conhecidos e constatei que "mexer" nas novas tecnologias depois de vir do frio pode ser uma boa experiência de choques elétricos e depois de mandar um berro em pleno museu explicar isto aos funcionários não foi a tarefa mais fácil.
Também não foi fácil fotografar sem luvas até que já não sentindo os pés e mãos decidi entrar num restaurante e até recuperar a temperatura foram 10 minutos dolorosos. Ora não aguentando eu uns míseros -7 graus como poderei passar com os -15 de que tanto falam?
Por isso recomendo um restaurante junto à Old Square que, infelizmente, as tonturas do frio não me permitiram fixar o nome, mas a simpatia das raparigas polacas vestidas nuns trajes a fazer lembrar as roupas Bavárias marcaram pela diferença. Isso e as saias curtas que vestiam e as meias brancas até aos joelhos.
Paragem obrigatória nas chocolatarias Wedel e Wawel e na pastelaria mais antiga da cidade (penso eu), situada na Nowy Swiat onde se comem uns tipos de Donuts deliciosos (chama-se Blikle).
Green coffee situado mais perto da zona mais recente da cidade (Financial district), e do hostel onde fiquei (Mish Mash) onde tem bom café, música portuguesa a passar (sim, ouvi Mariza e o capuccino soube melhor).
Para sair à noite recomenda-se a Mazowiecka e o bar Paparazzi para assistir a uma despedida de solteiro...não é o mesmo que Albufeira mas para lá caminha concerteza!
Para comer adoraria ter ido ao "Top of choice" do meu guia mas pelos vistos a crise também lhe bateu à porta e já estava fechado. Junto à muralha antiga há o Podwale 25 mas recomenda-se reserva caso contrário é seguir pelas ruelas e ir comer uma tosta ao Polyester e beber vinho quente pela enésima vez.




 








Comentários