Mensagens

A mostrar mensagens de Março, 2007

Tradição é tradição...

O governo concedeu aos funcionários públicos tolerância de ponto na 5ª feira à tarde que antecede a Páscoa (a manhã está visto que será para “coçar a micose” e fazer o tempo passar)
E o motivo????
Bem…o governo justifica-se com a “forte tradição da Páscoa vivida no nosso país”.
Pois…concordo plenamente! Até porque o pessoal sai do trabalho e vai a correr direitinho para as cerimónias da Semana Santa, aproveitam para ir ao confesso, e vivem intensamente os dias finais da Quaresma e preparam-se para participar na “Via Sacra” mais próxima.
A tradição é tão grande, tão grande que as agências de viagens nem conseguem ter mãos a medir para tantas viagens e férias marcadas para esta altura (as agências de viagens e as de crédito). Mas enfim…mais uma desculpa esfarrapada para não se trabalhar, mas mais vale assim porque afinal de contas se trabalhassem nesse dia à tarde e se nos dirigíssemos a qualquer repartição pública íamos encontrar pessoas mal-humoradas, sem disposição e motivação para lhes…

Rali começa mal...ou se calhar não!!!

“O jovem piloto português despistou-se no “shakedown” matinal e o resultado foram 5 feridos. Pelos vistos o acidente ocorreu numa zona interdita à presença de público, onde além dos cinco elementos colhidos pelo carro, estavam várias outras dezenas de pessoas, apesar das expressas indicações da organização para se confinarem às zonas autorizadas.
O acidente ensombra já a prova que esteve fora dos campeonatos do mundo precisamente devido ao mau comportamento dos espectadores em edições anteriores. Para tentar evitar este tipo de acidentes, a segurança foi um dos principais investimentos da organização. Do orçamento para o rali, cerca de 300 mil euros foram gastos com a segurança, não só na prevenção, mas também no que diz respeito às condições para ser efectuada a assistência médica (…)”



Eh pá atenção que estamos em Portugal…estas coisas também devem ter em atenção a cultura das gentes, os costumes e etc. e tal.
Já se sabe que por cá, onde há qualquer coisa interessante para ver, as pess…

1 Milhão de Euros...de prejuízo!!!

Devido ao período de eleições que se avizinha, realizou-se, ontem, à noite, no Dragão, uma assembleia geral extraordinária do clube, onde foi votado o Relatório e Contas do exercício compreendido entre 1 de Julho e 31 de Dezembro de 2006. O saldo do semestre resultou num prejuízo de cerca de um milhão de euros, o que não invalidou a aprovação das contas e por unanimidade, pelos 300 sócios presentes.

Neste relatórios deve existir um ponto com “despesas extraordinárias”, onde se incluem despesas com árbitros, bares e casas nocturnas (de animação, claro está), aulas de boxe (para o líder dos super dragões), ou então uma conta chamada “pagamento de favores”.
E por falar em FCP, não é que o Pinto da Costa vai recandidatar-se à presidência deste clube por mais um triénio??…que espanto, que novidade!!! É isso e ele ser ilibado dos crimes do apito dourado…

O Abraço

“Simão e Quaresma abraçaram-se no final de uma pequena conversa, em pleno voo entre Belgrado e Lisboa.”
(…)
“E tudo aconteceu a três dias do escaldante Benfica - F. C. Porto, da Liga portuguesa.”


Que imagem tão bonita de fair-play em pleno voo!
A ver se no “clássico” os vemos assim, abraçadinhos, quem sabe de mãos dadas e a posar para as fotos.
Gostava de ver se o Quaresma abraçava assim o Scolari ou se mais depressa o mandava do avião abaixo.
O que cada um terá dito ao outro??
Simão: “Deixa lá pá és melhor que eu, para a próxima tens a titularidade”
Quaresma: “Não sou nada..tu é que és bom!!!”
Os Dois: “Eh pá olha para aquela hospedeira…é gira ah!

Ontem

Ontem, como é habitual nos fins de tarde, fui até Aveiro a mais uma aula de Inglês na esperança de algum dia ser capaz de ter uma conversa fluente nessa língua, para a qual o meu cérebro parece emitir defesas de aprendizagem há anos. Duvido que o método pelo qual ando a tentar aprender alguma vez traga resultados positivos, aliás o único resultado que vi até agora foi um notório rombo no meu orçamento de final do mês devido à mensalidade que pago pelo curso, e isto de positivo não tem nada.
Mas valha-me o convívio das aulas e a gente simpática que por lá encontro, ah…e as idas a Aveiro que me tiram da pacatez de Águeda.
Antes das aulas costumo lanchar sempre na mesma pastelaria, gosto dos croissants e da meia de leite bem quentinha que me servem e gosto de ficar por ali a dar uma olhadela no jornal. Mas depois de ontem duvido que lá volte…
Já tinha lanchado e esperava pela hora da aula, e na pastelaria só estava eu e mais uma senhora de meia-idade que costuma sentar-se sempre na mesma ca…

Salazar

Anda tudo num alvoroço só porque o Salazar venceu o concurso dos "Grandes Portugueses", seguido pelo Álvaro Cunhal...Então mas se foram portugueses que votaram...
Deixem lá nás úlimas eleições também votaram no sr. Eng.º Sócrates...não sei qual o espanto agora!!


pronto...será que agora o senhor já tem direito ao museu??

Na terra dos sonhos...

“Coabitava” no nº 6 da Via Marzolo e, se não me falha a memória na stanza 302. Será?? Já não tenho bem a certeza…
O enorme edifício, de cor castanha, paredes meias com a cantina onde todos os dias a agitação era imensa. Ali bem perto eram os departamentos da Universidade, as faculdades…
Lembro-me da agitação da Via Marzolo, da confusão de bicicletas, da entrada da Fusinato, que sempre exigia o cartão, do porteiro simpático que usava óculos…e pronto a memória a falhar…não me lembro do nome dele.
O corredor enorme, a sala de jogos, as horas de ping pong, o ascensore (sempre prestes a dar o berro), o nosso piso, a nossa “cozinha”, o microondas comunitário, a stanza enfeitada pelo rolo de papel higiéncio, o MartiniBianco no parapeito para refrescar, as manhãs frias, as aulas no cinema, os tombos de bicicleta, as idas ao auschan, a nutella, as gargalhadas, os stresses, os exames, as horas na sala de estudo, as festas, a cidade, o Happy Hour, a Praça da Erva, os bares ( não me lembro os nomes,…

Estou aqui...

Estou aqui à espera que alguns "muros" caiam ou sejam destruídos...muros de tristeza, de rancor, de raiva, de indiferença, de orgulho, de diferenças, de teimosia...e estou pronta para pôr a primeira pedra da alegria, da amizade, dos sorrisos, das gargalhadas, do companheirismo, do afecto, da ternura.
Se não o conseguir, continuo aqui...deste lado do muro.

Delete...

Às vezes penso que deveria haver uma qualquer "tecla" na nossa vida responsável por fazer um "delete" a alguns momentos da nossa existência. E será que a nossa memória não se encarrega de fazer essa reciclagem?? Talvez...mas o coração tem uma capacidade incrível para fazer "backups".