Mensagens

A mostrar mensagens de Agosto, 2009

1minuto=1consulta médica

Ontem, uma gripe manhosa levou-me ao hospital de Esposende, onde presenciei a mais rápida consulta de sempre. Bastou 1 minuto para um seboso (desculpem mas não arranjei adjectivo melhor) me ver a língua e me receitar uma saca de medicamentos.
Paguei 15 euros pela consulta porque de um hospital privado se trata e aposto que no Bangladesh devem atender melhor e ter um serviço médico com mais qualidade.
Um médico que não emitiu mais de 5 palavras num minuto, com uma apresentação que dava vontade de fugir e com um maço de tabaco no bolso e uma vontade de trabalhar que metia dó foi o cenário que lamentei.
Haja paciência porque, definitivamente, estamos entregues a bichos!!!

Conta-me como foi...

Imagem
Esposende, Viana do Castelo, Águeda, Óbidos, Figueira da Foz, Nazaré, Aljubarrota, Alcobaça, Batalha...
Não foi o mesmo que ir ao Brasil mas soube a pouco na mesma.

Over

Imagem
Acabaram-se os dias sem o relógio que marcasse as rotinas e os horários...
Agora esse tempo irá voltar, como se de um metrónomo se tratasse.

Dolce fare niente...

Muitas pedaladas, muitos passeios, jantarinhos, compras, esplanada com um livro de companhia,cinema, concertos de verão e uma noitada,algum trabalho no campo...
E hoje mesmo fujo para sul...não sei onde irei ficar mas vou por aí.
Para todos aqueles que pensam que férias é viajar para fora e ficar uma semana num hotel e conhecer outras paragens, desculpem mas para mim isto que estou a fazer também são férias.
Até porque ainda não peguei em absolutamente nada relativamente ao trabalho que era suposto fazer.

Dos Gardénias...

Hoje de madrugada fui até Cuba à conta de um sms...
E Cuba lembra-me uma história...
a história de um desejo comum, a viagem que era das "nossas vidas" e um presente que foi um CD do Buena Vista Social Club que guardo religiosamente e oiço repetidamente.
Essa nunca será a viagem das "nossas vidas", mas será a minha que nunca desisti desse sonho e se a vontade não me faltar ainda conseguirei dar uns passeios por Habana.
De resto, adormeci com a música "Dos gardénias para ti" a martelar na cabeça as doces palavras de paixão, música essa que foi um puxar de recordações embaladas na saudade que depressa se transformou em sono.

Por estes dias...

Por estes dias confirmei aquilo que meio (ou todo) Portugal já sabe, que é o facto das obras em estradas, valetas, rotundas, caminhos de cabras ou o que seja, se fazem em época de eleições. E vem tudo ao mesmo tempo...é saneamento, é cabos para isto e buracos para aquilo...
Não tenho nada contra as eleições (a não ser os cartazes gigantescos com os dizeres e os perfis porque se fossem um Orlando Bloom ou um Jude Law eu não me importaria, mas assim...), e fico bem satisfeita que, pelo menos, algo se faça nem que seja para encher a vista ao eleitorado.
Por estes dias também recusei mais um convite para esses meandros da política...até se fazem uns jantares interessantes, mas gosto de me envolver nas coisas sabendo que vou trabalhar para desenvolver algo positivo, vou poder contribuir com trabalho a sério e vou ver resultados...ora, não me parece que tal viesse a acontecer e porque também tenho algum receio dos problemas que esses mundos poderão trazer, prefiro ficar de fora e se "tre…

CR9

Relativamente ao senhor a quem o título deste Blog se refere (e que, no fim de contas, não é disso merecedor) eu apenas gostava, verdadeiramente, que a contagem que habita aqui (no canto superior direito) terminasse.
Ou então que o senhor se reforme mais cedo (tomara que sim e que todos os santos intercedam por nós), ou porque a mãe assim o deseja para que ele possa fazer um dueto com a irmã mais nova ou abrir uma loja de roupa na Madeira..pouco me importa, só quero que acabe...isso e as notícias sobre onde ele vai estar, com quem e onde vai estar o dinheiro dele.
Toda a gente sabe dessas coisas e que ele vai estar em todo lado menos nos jogos da Selecção porque isso não é para jogadores com finuras e ele tem mais do que fazer do que vir para cá aturar o Carlos Queiroz quando pode curar a sua suposta gripe junto de uma madrilenas bem jeitosas que gostam de dar lustro aos diamantes que o puto traz nas orelhas...arre que é dose!

Bingo!

Férias adiadas e vem este tempo maravilhoso, temperaturas acima dos 30º e céu limpo...É bem...
Hoje poderia ter sido o meu primeiro dia de praia...ou não...
Este ano ainda não expus a minha brancura (e o resto) uma única vez, ainda não comi um único grãozinho de areia, ainda não bebi um pirolito que seja para saber se há mais ou menos concentração de sal na água, ainda não estou tipo camarão, com vermelhões, escaldões ou, na melhor das hipóteses, bronzeada.
Ainda nada disto e a verdade é que não estou minimamente triste...quero apenas um pouco de tranquilidade e muito sossego e estar sozinha, sem horários...é apenas isto que quero e "logo se vê o que faço", em cada minuto, em cada hora que passe.
A única coisa que figura na agenda é uma ida ao dentista que, entretanto, já foi mudada umas 3 vezes, mas definitivamente não lhe posso escapar. É pena a consulta estar marcada no dia em que se anuncia uma festarola da qual consta a caipirinha no cardápio...e eu que até sou menina de go…

Monólogo

Imagem
Estou acometida por um cansaço que não consigo explicar...a simples tarefa de passar 2 camisolas a ferro torna-se penosa e tenho o corpo num torpor que não é nada normal. Como resistente que sou, prefiro continuar assim, sem poder sequer apertar os atacadores dos sapatos, a levantar o rabinho desta cadeira e andar 20 passos até ao Hospital que fica já aqui ao lado.
Prefiro ficar aqui e fazer este belo espectáculo que é liquidar meio pacote de mini tostas e meio frasco de doce de mirtillo...sou grande! Foi uma espécie de sobremesa em dose que dava para vinte pessoas. Agora nada feito...ou melhor, não fosse esta dormência e mal-estar até saíria à rua para caminhar e para me redimir deste pecado doce!
Eu acho que ando assim desde que comecei a caminhar, a pedalar na minha "borboleta".
Quer dizer,passo um ano fazer exercício, passo a vida enterrada em cadeiras e sofás e nem a ponta de um dedo me dói e agora que decido exercitar as pernas pareço uma velha, cujo diagnóstico é erreme…

Curtas...

Que tempo é este?
Agora que, volvidos 8, 10, sei lá, 15 anos, compro a minha 2ª toalha de praia que alguma vez tive, vem este vento e esta chuva?

E por falar em compras ontem dirigi-me a um centro comercial bem conhecido cá no norte para comprar um tapete para fora da porta...sim, um tapete...objecto que por tostão e meio compraria nos chinocas ou algures numa loja dos trezentos. Mas recuso-me a entrar nessas lojas. Nas primeiras porque acho que são negócios marados e definitivamente as licras, aquelas roupas manhosas, os quadros do Nosso Senhor a piscar e todas aquelas bujigangas não me atraem. Nas segundas, porque o cheiro a plásticos e a detergentes tóxicos infiltra-se-me no meu nariz e dá-me dor de cabeça.
Bem..depois desta breve explicação acerca das minhas preferênicas sobre onde fazer compras digo que, inúmeras vezes, me apeteceu chamar a atenção aos colaboradores de algumas lojas onde tenho entrado. Por um lado, sinto que não o devo fazer porque, certamente, essa gente tem super…