Para tudo há solução...

Sou um verdadeiro cromo...
Primeiro porque me levanto às 06h30 da manhã, quando a loja sueca de Matosinhos só abre às 09h00 e depois porque não penso nos pormenores necessários no que toca à compra e transporte de mobília.
Uma coisa é certa, a loja está bem arrumadinha, os suecos pensam em tudo e até me fizeram queimar muitas calorias. É que ninguém pense que transportar mesas, secretárias e estantes sozinha é tarefa fácil. De todo!! Suei que me fartei!
Mas, compras feitas o pior estava para vir porque não me passou pela cabeça que a tralha adquirida não coubesse na mala do carro!
E não é que não cabia mesmo!! À tampa da mesa de cozinha faltava um "bocadinho assim" que, por sinal, fazia toda a diferença para fechar a mala. Depois de ficar colada à mala do carro, a suar em bica e a olhar em volta prestes a pedir socorro, ("mandei-me um camião"), pensei que para tudo há solução. Assim se costuma dizer e ali, naquele caso, a solução era deixar o tampo da mesa (até proque não posso garantir, de todo, se trouxe as pernas correctas da mesa!!!).
De repente o meu carro tornou-se um Smart, onde não cabe nada, nem umas simples tiras de madeira!
Mas, a partir do momento em que vi um casal junto à zona de carga, a tentar meter uma casa inteira dentro de um Toyota Yaris dos pequenos, aí pensei que para mim também seria possível essa proeza épica de transportar tudo o que comprei!
E assim foi...ainda ponderei ir comprar fio para segurar a mala, mas eis que a simples correia do meu saco de viagem me deu a solução.
Até ao momento ainda não consigo explicar como consegui prender a mala com aquilo, de forma a poder fazer a viagem até Esposende com a mala semi fechada. Mas consegui e...quer-me parecer que a minha veia de McGyver veio ao de cima! :)

Pelo meio, os estragos foram na carteira e num dedo que entalei, ao puxar o carrinho!

Comentários