Do Norte


Sim, Norte com maiúsculas. Como as suas gentes,assim, grandes...em generorisade, simpatia, bondade, bom acolhimento. Gente franca, humilde mas com muita garra. Foi gente desta que vi na festa de uma amiga que celebrou 40 anos, este sábado, no Porto. Amigos que uma cidade, e uma região uniu e, apesar de vidas tão diferentes, aproxima cada vez mais. E foi voltar ao Gallery Hostel (recomendo cada vez mais), à Praia dos Ingleses, na Foz para a esplanada, à Casa do Livro, à Afurada e à Taberna de S. Pedro onde o peixe grelhado é de chorar por mais. E depois, há a obrigação de voltar. Isso mesmo, uma obrigação porque ninguém compreende que sempre que atravesso a Ponte da Arrábida para Norte há uma sensação de pertença, de algo positivo impossível de explicar.

Comentários