É tão fácil...

É tão fácil desmoronar, tão fácil quanto rir, tão fácil quanto sonhar, acreditar, crer e divertir.
Mas é tão fácil desistir...quando não sabemos para onde ir, quando não sabemos o caminho nem tão pouco o destino, quando não sabemos o que somos, o que fomos ou o que queremos ser.
É tão fácil pensar no gostaríamos de ser e ter quando vemos o que os outros são e têm. É tão fácil baixar os braços, tanto quanto os erguemos para continuar...
É tão fácil levantar a voz quando ultrapassa o limite da paciência, da serenidade, tão fácil quanto silenciar a revolta, a desilusão, até mesmo a frustração.
É tão fácil não gostar que nos perguntem como estamos porque a resposta é invariavelmente a mesma, porque não temos nada a acrescentar, porque somos medíocres no saber viver...
É tão fácil pensar no amanhã, tanto quanto o é difícil abraçar.

Mensagens populares deste blogue

O senhor Rui

O dia de hoje naquele outro dia

2017