Triagem Manchester

Vim encantada do Hsopital...
Aparentemente um LCD gigante com informação a passar, uma triagem a funcionar por cores consoante o grau de emergência e de urgência do paciente, uma pulseirinha na mão com os nossos dados e com a cor respectiva, seriam suficientes para que tudo corresse bem e de forma organizada...mas não...
A confusão é mais que muita, a recepcionista não atende o telefone e é mais um ruído que se mantém, os médicos não estão a atender porque segundo as vozes do "motim quase organizado" garantem que estão hà duas horas à espera e tem a cor amarela, de carácter urgente e no LCD a informação que passa mantém-se na mesma desde que chegaram "faltam 2 minutos para ser atendido"...entretanto já lá vai uma hora e a Triagem de Manchester pelos vistos não funciona...
Há um senhor mais velho que se queixa...o médico deu-o como morto, ameaça entrar pela porta e...nem vale a pena dizer o resto...
As pessoas ficam por ali com as pulseiras, não têm ar de quem vai a uma festa na discoteca, mas a pulseira ninguém lha tira...
Há um miúdo na sala que "veste" uma constipação das grandes, chora, de impaciência e de fome porque ainda não comeu e já ali está hà uma hora...
Até que alguém reclama e afinal apercebem-se que tinham esquecido o processo da criança na sala de triagem...
A sala não é muito grande e é desagradável...imagino um hospital maior, a confusão que se instala...
Pedir uma receita pode ser tarefa difícil e morosa...na farmácia pedi um antibiótico mas devem ter confundido com "estrequenina"...
Um telefonema, um anjo e caso resolvido...
E relembro que existem pessoas com pureza no coração e alma tranparente e agradeço essa existência tão próxima.

Comentários