Prometer....


"Os homens são parecidos nas suas promessas. Eles só diferem nos seus actos"
(Moliére)

Porque às vezes temos que prometer, fazer juramentos, a nós e aos outros, na expectativa que haja um cumprir...e não queremos fendas para a desilusão, nem tão pouco para o esquecimento.
Prometemos, agimos, mas nem sempre cumprimos.

Comentários