Sarilhos

D. José Policarpo, numa tertúlia:

"Cautela com os amores. Pensem duas vezes em casar com um muçulmano, pensem muito seriamente, é meter-se num monte de sarilhos que nem Alá sabe onde acabam."


Reformulo esta afirmação porque o D.Policarpo não percebe nada de amores....

Cautela com os desamores. Nem vale a pena pensar em casar, seja ele muçulmano ou budista...o casamento pode ser um tal monte de sarilhos que no primeiro instante queremos mandar o marido embora. O Alá não precisa de saber nada, ou ele percebe da nova lei do divórcio?

Comentários

  1. Aos amores! sejam eles cristãos, islâmicos, budistas, ou mesmo muito pouco católicos! Beijinhos

    ResponderEliminar

Enviar um comentário