"Diz o avô e diz o bébé..."

As minhas crises de nervos e ansiedade passam por programas exaustivos de arrumações, que servem para me afastar do trabalho que tenho para fazer...
Hoje o alvo foram os armários da cozinha...
Ora, isto até teria a sua lógica se eu tivesse uma cozinha com tamanho e nº de armários que o justificasse, ou então, se tivesse aquilo que as pessoas normais têm nos armários: arroz, massa, temperos, cereiais, farinha, etc. etc.
Da meia dúzia de pratos e copos, mais o sal fino (num estado esquisito tipo bloco de pedra) haveria eu de encontrar isto

E dentro da validade....

Comentários

  1. Um dos melhores exemplos de publicidade, que cruza o produto com a dimensão afectiva... Quem não fica com os olhos mareados a relembrar o anúncio? Quem não tem vontade de degustar pudim de pacote ao lembrar-se dele?... Acho que o Bernardino Soares do PCP (que estou a ver no Prós e Contras) não... Não é de homem, segundo ele.

    ResponderEliminar
  2. sei dúvida...agora a parte do Bernardino Soares escapa-me...percebo bem mais de pudins...de pacote!!!! beijinhos

    ResponderEliminar

Enviar um comentário