Já faltou mais...

Aqui estou eu, finalmente esticada no sofá e a pensar que já faltou mais para que se termine esta correria, estas velocidades malucas na estrada, a pressa de chegar, as apresentações de trabalhos ensaiadas enquanto se conduz, a vontade de fazer o melhor que podemos, porque sempre foi esse o nosso princípio. Já faltou mais para que, pelo menos durante alguns meses possamos estar mais tranquilos e seja possível arejar um pouco a cabeça. No fundo, ja concluí que isto não me serve para nada...é tudo muito bonito mas na prática não é bem assim... E aqueles que me conhecem sabem que eu vivo para ocupar o tempo, caso contrário este rouba-me vida...uma vida parada, sem objectivos, sem metas, sem prazos a cumprir e sem algum stress à mistura.

Agueda-Braga-Aveiro-Águeda...foi este o percurso e amanha espera-me um longo dia e é por isso que já devia estar na caminha. Mas eu ainda nem sequer jantei!!!
E que bem me cheirou a área da restauração no shooping em Aveiro, mas de facto, comprar a prendinha para a afilhada era prioridade. Comprar isso e um trapo qualquer para a "festa" que me espera no domingo. Oh God que não gosto nada de cerimónias onde vai tudo vestidinho com roupa de ir à missa, onde vai ser uma algazarra à mesa, principalmente quando os membros de uma das famílias falam num tom, com uns decibéis de tal ordem, que nem de auriculares por perto! E onde me vai apetecer, no mínimo, dormir umas 10 vezes e esquivar-me umas mil!!!
Mas pronto, prometi que não faltava e por isso conto estar por lá no domingo.
Dizia eu que queria comprar um trapo, porque, diga-se de passagem, não tenho roupa nem para ir a uma cremesse. Vai na volta, hoje só encontrava transparências, números tremendamente baixos e modelitos estrondosos demais para o meu figurino.
E paciência para as compras foi coisa que nunca tive...

Comentários