A viagem de todos nós


Começa assim:
"Sempre acabamos por chegar aonde nos esperam"

Li o livro nas férias* e fica seguramente na minha memória esta magnifíca história do Salomão que vai de Lisboa à Áustria. Uma história inventada pelo autor com base no facto histórico: a oferta de um elefante por parte de D. João III ao seu primo, o Duque Maximiliano da Áustria. É é fabuloso lermos o livro e imaginarmos o pobre do elefante a cruzar terra e mar para morrer dois anos depois de ter chegado ao seu destino. Morreu e utilzaram as patas que outrora percorreram Km para adornar a entrada de um qualquer edifício.

E é notável podermos pensar nesta metáfora da vida...
Porque podemos ser tudo, andar Km, subir montanhas, desafiar tempestades, que acabamos na mesma, de forma humilhante, tal e qual o elefante.


*Obrigada T. pela dica da reportagem acerca do livro. A curiosidade levou-me a comprá-lo e é, de facto, um bom livro!

Comentários

  1. :)

    Nada disso "siceramente"...
    Leio todo o ano, mas nas férias tem-se mais tempo para começar um livro e acabá-lo na mesma semana :)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário