Da linguagem...

Sempre admirei a rudeza afectiva do "cabrão do caraças"...

*porque há horas em que isto é o que nos apetece dizer!

Comentários

  1. Efectivamente o linguajar nacional encerra em si peças de contundência assinalável... O cabrão do caraças é uma delas! É mais libertador, por vezes, do que uma aula de Yoga! ;)

    ResponderEliminar
  2. e quando tem sotaque do norte nem te digo nada...há qualquer coisa que se acrescenta :)
    Podim vir mil aulas de Yoga que não seria a mesma coisa!!!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário