Out

Foi na sexta-feira.
Talvez tenha "despido a camisola" muito antes do dia em que me emocionei por deixar o sítio que me sorveu horas, mas que me permitiu pensar na vida de modo diferente.
Saio com a sensação que o meu contributo possa ter sido nulo, breve, forjado de pequenos nadas.
Ali chorei e ri e dali sempre quis sair. Tanto, ao ponto de um dia desesperar e escorregar por um buraco enorme que, só aos poucos, fui trepando e convencendo-me que por aqui devia ficar. E ainda bem que o fiz!
Tenho a certeza de não fiz um trabalho extraordinário e que o meu esforço poderia ter sido a triplicar e talvez aí a identificação com esta organização tenha falhado.
As pessoas tendem a não separar o que somos, do que temos necessidade de fazer em termos de trabalho e depois a convivência pode tornar-se pior.
E sinto que pouco aprendi, talvez leve muito pouco e deixe outro tanto.

Comentários