Sono sem sonhos

"A morte é um sono sem sonhos" disse Napoleão Bonaparte.
Soube há pouco que Saramago faleceu. As pessoas (imprensa) falam do Nobel mas espero que não se esqueçam do homem.
Será que é sempre assim? Lembrarem-nos pelo que fizemos e não pelo que fomos?
E não nos deveriamos lembrar de ambos?
Ele nunca mais irá sonhar, certamente, mas deixa sonhos escritos para todos aqueles que queiram embarcar nas suas histórias e nas suas palavras. E isso fará com que esteja sempre vivo...
E no fim de contas, quando a morte nos leva não fazemos falta a ninguém, nem a nós.

Comentários