Em bicos de pés

Em bicos de pés sem chegar à lua, sem tocar as estrelas, sem saborear manhãs do solstício de verão, sem resprirar uma aurora de sonhos...
Sem mais palavras ou rascunhando em papel frases desocupadas de não sei bem o quê...
Em bicos de pés numa dança em que os dias e as noites conduzem, com avidez de tudo!

Mensagens populares deste blogue

Do mar de Santa Cruz, com Berlim no pensamento

O senhor Rui

O dia de hoje naquele outro dia