Obrigada, Mar...

Por servires de música de embalar e me permitires duas horas de sono seguidas e aparentemente tranquilas. Não fosse a insolação e estaria bem.

Mensagens populares deste blogue

Do mar de Santa Cruz, com Berlim no pensamento

O senhor Rui

O dia de hoje naquele outro dia