Por aqui

O vento furioso, as enormes vagas que batem nas rochas e devolvem água e espuma pelo ar, o sal que sinto nos lábios, o mar revolto, as luzes das grandes embarcações ao fundo, a trovoada no horizonte com flashes luminosos brutais, mas silenciados pelo próprio mar.
Tem sido assim há três dias.

Mensagens populares deste blogue

Do mar de Santa Cruz, com Berlim no pensamento

O senhor Rui

O dia de hoje naquele outro dia