A Lua de hoje (de sempre)

Não tenho imagens. Tenho essa imagem da lua cheia refletida no mar ou no rio que sempre me persegue nestas noites. E um dia ainda irei ver este esplendor no meio do mar, ali, onde apenas se vê o brilho na água à minha volta. Não sei como, nem quando ou onde. Hoje, fruto da divulgação nos media, as pessoas pararam para ver, de objetiva em punho, enquanto aquela bola gigante se erguia no céu. E eu, enquanto caminhava na ciclovia, pensava nessa noite de lua cheia, algures no meio do mar.

Comentários