o 31 de Outubro: uma viagem

Tenho este dia sempre presente todos os dias. Uma viagem vertiginosa, ao mundo das dúvidas, dos sentimentos, das emoções e das desilusões.
Uma viagem para nos conhecermos, para deixarmos cair máscaras, medos e a timidez.
Ganhou-se em aproximação e depois perdeu-se esse dia para sempre. Essa viagem e essa noite onde a voz e o corpo estavam trémulos.
E depois de tantos dias e de tantas viagens apenas sinto que aquilo que levo cá dentro me traiu para sempre.

Comentários