Tão simples, tão completo

O pequeno almoço ao domingo é um ritual. É poder beber o leite com café sem estar a enumerar tudo o que tenho de fazer a seguir, o trabalho que devo entregar, as entrevistas, as reuniões, os problemas por resolver.
É poder disfrutar de algo tão simples mas que sabe tão bem. É alternar da mesa para o sofá, com o jornal ou a revista de leitura obrigatória neste dia. É ter tempo para fazer e saborear um simples sumo de laranja, é pensar apenas se o sol vai despontar.
É espreguiçar no tempo.

Comentários