Sorri



Hoje, no comboio, enquanto fixava o olhar na porta de saída tentando perceber de que lado era a plataforma o meu ar seria de agravo.
Tanto, que o revisor quando trocou olhar comigo, sorriu, falou e quando lhe disse que não falava Polaco fez um gesto de "obrigatório sorrir".
Há uma linguagem universal e naquele momento eu percebi que não me posso esquecer dela.

Mensagens populares deste blogue

Do mar de Santa Cruz, com Berlim no pensamento

O senhor Rui

O dia de hoje naquele outro dia