Manhã de bonança

Já posso respirar de alívio porque tenho as janelas todas, os trabalhos prosseguem nas obras que vejo desde casa, estão menos 10° que ontem e a trovoada, a chuva e o vento foram nada mais do que um acerto de temperaturas.
Não sei se o pequeno pássaro que costuma habitar o canal para o meu exaustor se estará vivo. Hoje não piou ainda. E poderá ter sido o único que não sobreviveu à fúria da tempestade.

Comentários