#01/08/2015 O hostel

Mas quantas nacionalidades cabem nesta cidade?
Tantas quantas as bandeiras que cobrem a parede do hostel Benedictus.
Hostel, esse lugar imundo, povoado de gente que não toma banho (hipsters, na designação moderna) e terrivelmente barato.
E aquela pomba às cinco da manhã, na janela, a pedir com clemência comida?
A única coisa boa é que o desentendimento por causa do check out fez-me conhecer o casal simpático que, entre umas quantas cervejas, contaram histórias das suas viagens e dos caminhos muito antes de se conhecerem. Ele do Canadá, ela Alemã de origem Polaca. Na pele e nos sentidos, o mundo!
E perdi-lhes o rasto já depois de ter chegado ao fim do dia e os seus beliches já estarem ocupados por outros mochileiros.
Ficou a inspiração, da sua história, e a certeza que todos não gostamos de enxotar pombas na madrugada.


Comentários