O trezentos e dezanove


Uma casa numa rua direita >> 11.01.2019

O 319 é numa rua que termina na pequena enseada onde atracam veleiros. Foi naquele recorte de escuridão em frente à areia, que me detive a pensar na única noite que passei ali e todas as outras em que fui ver se o barco estava bem. 
Olhando bem, as cortinas desta casa lembram-me outros véus da existência.
Mais ou menos divididos, cicatrizados, feridos, havemos de cobrir com algo que não deixe ver para o que ainda está mais esventrado. 
Não o escondemos, porque as cortinas abrem, deixam passar a luz e conferem sobriedade no meio da confusão. 


Comentários

Mensagens populares deste blogue

As pérolas

Todas as coisas maravilhosas

A F.